Conheça 7 opções de plataformas de gestão automatizadas e como elas influenciam na produtividade

Em geral, todos queremos ser mais produtivos. Faz sentido: quando você está focado e eficiente, realiza mais e tem mais clareza sobre o que está trabalhando.

Mas a produtividade não chega assim, do nada, e simplesmente acontece com as pessoas. Nossos cérebros são facilmente distraídos. É por isso que geralmente exigimos alguma estrutura e uma abordagem sistemática para nos ajudar a garantir que as melhores práticas permaneçam.

Plataformas automatizadas são aqueles sistemas que ajudam indivíduos e equipes a trabalhar de maneira mais inteligente e fácil.

Neste post, analisamos alguns dos melhores sistemas de produtividade que você deve considerar ao procurar aquele que melhor se adequa às necessidades da sua empresa!

1. Asana

O objetivo do Asana é ajudá-lo a cumprir os prazos de suas tarefas e determinar a prioridade delas. Sua interface é simples e direta, o que facilita a visualização das tarefas. E, além disso, é possível integrá-lo a algum software de gerenciamento de tempo para adicionar controle de tempo às suas tarefas, o que é muito bom.
No entanto, o Asana tem algumas desvantagens, como os recursos de compartilhamento, onde é difícil ver todas as suas tarefas em um só lugar.

2.  Basecamp

O Basecamp é uma ótima ferramenta de gerenciamento de pequenos projetos para lidar muito bem com times remotos. Sua simplicidade facilita a organização e o acabamento de projetos. O ponto negativo é que não possui rastreamento de tempo ou relatórios. Além disso, a organização dos documentos e anexos pode ficar um pouco confusa e, às vezes, é difícil encontrar o que você está procurando.

3. Trello

O Trello é outra ferramenta popular para colaboração baseada no método Kanban, desenvolvido pela Toyota na década de 1960, cuja simplicidade faz dele um dos mais utilizados em empresas de todos os segmentos. Mas, embora os itens possam ser organizados em tarefas e cartões específicos (representando tarefas), quando um quadro acumula um grande número de cartões, ele pode facilmente ficar lotado e confuso. O calcanhar de Aquiles do Trello é não poder visualizar – e, portanto, gerenciar – times e projetos distintos simultaneamente.

4. Wrike

O Wrike se destaca como uma plataforma intuitiva de gerenciamento de projetos com gestão de recursos, captura automatizada de solicitações, revisão e aprovação. Permite, ainda, criar visualizações customizáveis dos mais importantes projetos, incluindo gráficos, status de tarefas e atualizações. É uma das poucas ferramentas que adotam o e-mail, enquanto outros tentam limitar a quantidade de e-mails enviados.

5. Monday

O Monday é um software de gerenciamento de projetos que se concentrou em layouts simples e visualmente intuitivos o que ajudam a esclarecer a sequência do trabalho. Porém, pode ser um pouco difícil de controlar tempo e despesas em relação a cada tarefa e o custo de todas as tarefas relacionadas para um cliente específico. Além disso, ele não possui um gráfico de Gantt, ferramenta visual para controlar o cronograma de um projeto.

6. Run Run It

O Runrun.it permite acompanhar os trabalhos das equipes, saber em qual projeto cada colaborador atua e gerar relatórios do desempenho do dia a dia com acesso a avaliações de desempenho e tempo de cada tarefa. Pode ser uma plataforma difícil de usar para equipes enxutas, exigindo treinamento e capacitação dos funcionários sobre a ferramenta.

7. Airbox

A Airbox é uma ferramenta simples e prática de usar. Não é preciso muito treinamento para que sua equipe comece a utilizá-la. Com ela, tudo se conecta e você não perde tempo preenchendo formulários longos ou alimentando recursos desnecessários.

Nela, é possível ter visão do andamento de toda a operação em apenas uma tela, o que proporciona uma melhor organização, uma vez que deixa tudo conectado: desde oportunidades, contratos, projetos, tarefas de processos, tickets/chamados de clientes até o sucesso do cliente. O resultado é mais tranquilidade e foco com uma gestão integrada – e de ponta a ponta – sem complicação e com tudo que você precisa para se planejar, organizar e gerar mais negócios.

O software ainda emite relatórios para que você possa acompanhar o tempo gasto em cada tarefa. A visualização é limpa, para que seja fácil o suficiente de ver o quadro geral, ao mesmo tempo que sua tela não fique sobrecarregada. Além disso, a Airbox é uma ferramenta nacional, o que garante suporte rápido e efetivo muito mais perto da sua equipe.

Gostou de conhecer as plataformas automatizadas? Aproveite e conte para gente o que você mais procura em uma!

O seu negócio está operando na potência máxima?

Você sabia que 70% das companhias que tentam se reinventar não conseguem? 😲
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Pesquisas apresentadas na Época Negócios apontam que a principal razão do fracasso é o comportamento das pessoas na organização – da alta gestão aos colaboradores. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Mas, afinal, qual o segredo das empresas que conseguem passar por processos de transformação? 🤔

Segundo líderes que já conduziram processos de gestão da mudança, o fundamental é dedicar mais tempo à comunicação dos motivos que levaram à mudança, ter mais agilidade para neutralizar pessoas resistentes, definir metas mais claras e focar no alinhamento com a equipe de gestores.

Empresas mais bem sucedidas tendem a pensar como atacantes: elas não se apegam às mesmas formas de fazer as coisas só porque esse é o status quo, ou porque é como “sempre foi feito desse jeito”. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Nas transformações de sucesso, geralmente a empresa define metas ambiciosas. O primeiro passo para alcançar essas metas é questionar se você se livrou de todas as restrições que impedem o negócio de alcançar todo o seu potencial. Além disso, a resiliência precisa ser uma constante porque toda mudança encontra muita resistência e desafios e se manter focado é essencial.

Como seria seu negócio, operando com sua potência máxima? 🚀💪🎯 ⠀