5 Livros atuais sobre gestão e planejamento para ler em 2020

Ei, você aí! Fez aquela promessa de que iria ler muito mais em 2020?

Nos encontramos aqui, mais uma vez, para compartilhar conhecimento e a melhor notícia é:  iremos te indicar bons livros atuais sobre gestão e planejamento para ler em 2020!

Não conseguiremos falar sobre todos os bons livros aqui, então escolhemos alguns deles que foram lançados mais recentemente. E que tal se você também compartilhar com a gente – e com os outros leitores do blog – os livros que gostou e indicaria? É só deixar seu comentário abaixo deste texto, ok? Vamos lá!

Gestão do Amanhã: Tudo o que você precisa saber sobre gestão, inovação e liderança para vencer na 4ª Revolução Industrial

Lançado em 2018 por Sandro Magaldi e José Salibi Neto, este livro é um dos mais atuais lançamentos quando falamos em gestão e planejamento.

Ao abordar nosso momento atual, descrevendo-o como a 4ª Revolução Industrial (uma nova era) os autores abordam a importância de novos modelos de gestão, que precisam estar adaptados a um mundo físico, digital e biológico.

O livro mostra um panorama completo dos modelos de gestão ao decorrer da história, questionando sobre o seu ensino tradicional e discutindo sobre o melhor modelo nesse novo momento que vivemos.

De leitura simplificada, apresenta o passado aos mais novos gestores, assim como o futuro da gestão e planejamento aos que precisam entender como se adaptar ao novo.

O Poder do Hábito: Por que fazemos o que fazemos na vida pessoal e nos negócios

De Charles Duhigg, o livro publicado em 2012, ganhou grande visibilidade nos últimos anos e ainda é muito procurado entre jovens que buscam melhorar sua dinâmica de gestão e planejamento de tarefas, sendo no trabalho ou na vida pessoal.

O livro conta histórias pessoais, onde todos os protagonistas tiveram em comum mudanças e transformações de hábitos, focando suas habilidades em padrões que moldam aspectos de suas vidas.

Uma adolescente que parou de fumar e correu uma maratona, um publicitário que conseguiu transformar um produto fadado ao fracasso em um grande sucesso e um executivo pouco conhecido que assumiu uma grande empresa. Todos eles tiveram grande êxito focando na mudança de hábitos.

Liderança: A Inteligência Emocional na Formação do Líder de Sucesso

Este livro, escrito por Daniel Goleman e publicado em 2015, é uma compilação de textos escritos para a Harvard Business Review e outras publicações de negócios.

Além de explorar a vanguarda das ciências humanas para buscar ideias inovadoras para o desenvolvimento pessoal ou profissional, o autor também explica a relação do QI com a forma de lidar com a complexidade cognitiva de determinadas profissões.

Falando sobre dinâmicas dos relacionamentos e inteligência emocional, assunto muito abordado no decorrer do ano passado, o autor conta com o apoio de pesquisas que servem de base para entendimento e melhor evolução do desempenho e inovação no universo empresarial.

Este é, sem dúvidas, um ótimo livro para promover práticas gerenciais e uma leitura essencial para líderes, educadores gerenciais ou coaches.

Boxe: 10 leituras essenciais

Não felizes em indicar apenas um livro, resolvemos indicar uma série completa de livros sobre gestão! 😃

O Boxe conta com 5 livros cheios de ensinamentos dos maiores especialistas em gestão de negócios e pessoas, e leituras selecionadas das páginas da Harvard Business Review, que abordam temas fundamentais para o sucesso profissional. Os livros também reúnem conceitos e práticas direcionadas tanto para gestores experientes, quanto para futuros líderes.

Você também pode comprar os livros separadamente, escolhendo quais dos títulos são do seu interesse. Dentre eles estão os títulos:

  • Gerenciando pessoas;
  • Desafios da gestão;
  • Gerenciando a si mesmo;
  • Para novos gerentes;
  • Inteligência emocional.

25 Ferramentas de Gestão: Um guia sobre os conceitos mais importantes ensinados nos melhores MBAs do mundo. 

Lançado em 2018, o livro de Julian Birkinshaw e Ken Mark é uma leitura rápida de tudo o que você precisa saber sobre gestão.

Abordando ferramentas e conceitos ensinados nos melhores cursos de MBA do mundo, os autores explicam com simplicidade como aprofundar seus conhecimentos em gestão de forma dinâmica, mostrando novas perspectivas e incluindo importantes recomendações práticas.

Gostou das nossas dicas de leitura? Se você já leu algum destes livros, fique à vontade para compartilhar seu conhecimento com a gente nos comentários! Até a próxima!

Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino

Nos últimos 15 anos, o empreendedorismo feminino conquistou um significativo controle do mundo dos negócios. O número de pequenas empresas pertencentes a mulheres cresceu 34%. Hoje, mais de um terço (38%) das companhias em funcionamento são de propriedade exclusiva de mulheres

As mulheres empresárias variam de donas de pequenas empresas de origem familiar a poderosas executivas-chefes de algumas das empresas mais notáveis do mundo. Enquanto as mulheres ainda enfrentam certos desafios no caminho do empreendedorismo, elas invariavelmente estão mudando o jogo, criando novos modelos de negócios e novos empregos e, finalmente, ajudando a moldar e fazer crescer a economia.

Crescimento do empreendedorismo feminino

O Global Entrepreneurship Monitor constatou que, em 2018, a atividade empreendedora feminina em todo o mundo aumentou 10% e 163 milhões de mulheres estavam iniciando ou administrando novos negócios em 74 países diferentes apenas naquele ano. Além disso, o Índice Kaufman relatou que 230 de cada 100.000 mulheres se tornaram empreendedoras todos os meses.

Enquanto o número de mulheres empreendedoras está em ascensão, os especialistas têm opiniões diferentes sobre o que está impulsionando esse rápido crescimento. 

De acordo com o Conselho Nacional de Mulheres, as mulheres empreendedoras geralmente se enquadram em duas categorias: as que desejam explorar uma oportunidade de mercado e as que fazem negócios por conta própria após perceberem que a força de trabalho tradicional não oferece opções que atendam suas necessidades econômicas básicas.

Independentemente de suas razões para se tornarem donas de empresas, mais mulheres do que nunca estão encontrando sucesso no mundo empresarial. 

A proporção de novos empreendedores — os que têm um negócio com menos de 3,5 anos — é maior entre elas: 15,4% contra 12,6% de homens.

Impactos do empreendedorismo feminino

Apesar dos números atuais, as taxas de empreendedorismo feminino historicamente ficaram abaixo das dos homens — embora, em teoria, o empreendedorismo seja o jogo de qualquer pessoa independentemente de gênero.

Felizmente, em benefício da inovação, dos negócios e da sociedade como um todo, como mostramos, vimos um aumento nas taxas de empreendedorismo feminino. 

Mas o aumento das taxas de empreendedorismo feminino é apenas metade da história. O impacto econômico do aumento da participação empresarial feminina é significativo e mantém o potencial de continuar sendo um importante impulsionador do crescimento econômico. 

O Brasil está em 10° lugar quando se trata de mulheres em cargos de liderança — 61% das empresas por aqui possuem ao menos uma mulher em posições de chefia. Quando analisadas as estatísticas que mostram que as empresas lideradas por mulheres têm desempenho duas vezes maior do que as lideradas por homens, pode-se começar a imaginar o impacto significativo que o aumento contínuo dos negócios liderados por mulheres pode ter na criação de empregos e no crescimento econômico. 

Além disso, à medida que os investidores continuam buscando oportunidades para maximizar retornos sobre seu capital, seria prudente olhar para negócios liderados por mulheres: estudos mostram que, em média, as empresas fundadas por mulheres criam 60% mais valor para os investidores do que as fundadas por homens.

Desafios ao empreendedorismo feminino

Apesar dos grandes avanços, as empreendedoras continuam enfrentando barreiras. Conforme observado pela Organização para o Desenvolvimento e Cooperação Econômica (OCDE), entre outros desafios, a falta de treinamento e financiamento continuam sendo um grande obstáculo para as mulheres empreendedoras . A falta de financiamento alocado para empresas lideradas por mulheres é particularmente assustadora.

Estudos mostram que essas instituições de crédito tradicionais, como bancos e cooperativas, continuam resistentes a emprestar dinheiro para mulheres empresárias, na medida em que seu índice de aprovação é 20% menor do que para homens que estão começando suas próprias empresas. Na prática, isso significa que uma empresa pertencente a uma mulher começa com uma carga de dívida mais pesada.

Uma alternativa que parece estar trabalhando a favor das mulheres, porém, é o aumento das iniciativas de financiamento coletivo. Este é um local completamente neutro em termos de gênero para levantar capital para novos negócios.

Aqui na Airbox acreditamos que, independentemente do sexo, qualquer empreendedor lhe dirá que o empreendedorismo bem-sucedido é uma tarefa desafiadora que exige profundo comprometimento e quantidades ilimitadas de motivação.

E você, o que acha? Deixe seu comentário abaixo e nos conte mais sobre sua visão do empreendedorismo feminino!

 

Airbox é nova pré-incubada do MIDI Tecnológico

A startup Airbox é uma das seis pré-incubadas do MIDI Tecnológico. A empresa desenvolve uma plataforma de gestão ponta a ponta para pequenos negócios. Com o Airbox, os empreendedores conseguem ter uma visão do andamento de toda a operação em apenas uma tela. Assim, é possível fazer uma melhor organização da empresa, deixando tudo conectado: desde oportunidades, contratos, projetos, tickets de clientes até o sucesso do cliente. O resultado é mais tranquilidade e foco para o empreendedor. O objetivo do MIDI é auxiliar a equipe do Airbox no desenvolvimento e validação desse produto, além de posteriormente ajudar na fase de crescimento da startup. Continue lendo “Airbox é nova pré-incubada do MIDI Tecnológico”