O que é e para que serve um Cumulative Flow Diagram?

O Cumulative Flow Diagram (CFD) é uma ferramenta que permite que as equipes visualizem o progresso de seus projetos. As equipes podem monitorar o fluxo de trabalho através de seus estágios e dá ao usuário a capacidade de prever bloqueadores ou interrupções no progresso do trabalho. O CFD vem da prática do Kanban e é usado para determinar a eficiência das equipes e seu processo de fluxo de trabalho.

O que o Cumulative Flow mostra?

O Cumulative Flow Diagram mostra a maneira como as tarefas são montadas e sua distribuição ao longo dos diferentes estágios do processo. O gráfico é construído a partir de diferentes faixas coloridas, que dividem as tarefas em quatro grupos: fila, execução, testes/validação, completas.

Cada coluna possui uma cor diferente que informa quantas tarefas estão em qual estágio do processo em um determinado momento (o valor horizontal).

Como o gráfico se parece?

O melhor diagrama que você pode ter mostra um aumento uniforme, com cada faixa mantendo uma estrutura parecida, exceto pela faixa das “tarefas completas”, que deve ficar cada vez mais alta, já que o número de tarefas finalizadas deve crescer sempre.

Como ler um Cumulative Flow Diagram?

A configuração do Cumulative Flow Diagram é bem simples. O eixo vertical mostra quantas tarefas estão em cada estágio do processo de fluxo de trabalho, enquanto o eixo horizontal exibe essas tarefas em um determinado período de tempo.

Informações como tarefas acumuladas, trabalho em andamento e trabalho concluído são facilmente visualizadas no diagrama. Além disso, ele pode fornecer uma visão mais profunda de possíveis problemas e interrupções no progresso. Essa percepção pode ser usada para fazer ajustes no processo.

Há muitos cenários diferentes que podem ocorrer ao ler um CFD. Idealmente, as faixas do diagrama devem se mover paralelas umas às outras à medida que as tarefas são concluídas e novas tarefas são iniciadas.

A ampliação de uma faixa indica que o número de tarefas recebidas é maior do que as concluídas. Isso provavelmente levará a atrasos no processo. Quando isso ocorre, deve haver um foco em concluir o trabalho em andamento (WIP) antes que outros sejam iniciados.

 

Um Cumulative Flow Diagram que mostra o estreitamento de bandas sugere que a produtividade em um estágio é muito concentrada e deve ser distribuída em outras áreas para permitir um melhor fluxo de trabalho.

O que procurar no CFD?

O que você não quer ver é um aumento repentino dentro de qualquer faixa de tarefas. Isto, sem dúvida, apontará para um problema. A partir do acúmulo sucessivo de tarefas em uma determinada faixa, você também pode prever gargalos e, com isso, tentar evitá-los.

Outra coisa que você não quer ver é que a faixa relacionada às tarefas “em execução” se alargue verticalmente — já que isso significa que o número de tarefas que estão sendo gerenciadas atualmente é muito grande e, portanto, todo o projeto pode ser comprometido.

Quais os benefícios do CFD?

Os Cumulative Flow Diagrams podem ser benéficos para as equipes, pois fornecem uma visualização clara do fluxo de trabalho e o entendimento de como os projetos estão progredindo. Áreas de preocupação são facilmente identificáveis à medida que o diagrama se amplia ou se estreita.

Quando uma área problemática é facilmente detectada, alterações podem ser feitas para que o trabalho possa continuar de forma eficiente. O CFD também pode mostrar a quantidade total de WIP e a rapidez com que os projetos estão sendo concluídos. Isso permite que as equipes determinem se estão no caminho certo e lhes dá a capacidade de projetar quando os projetos serão concluídos no prazo e quando não serão.

Gostou de aprender sobre o Cumulative Flow Diagram? Conheça o Airbox e veja como nossa ferramenta te ajuda a implementá-lo!