O Mundo dos Negócios e o Novo Agora: sua empresa está pronta para o futuro?

155
Novo Agora
Novo Agora

Mesmo antes do atual cenário de crise para o mercado, as mudanças tecnológicas e socioambientais já ocorriam de forma rápida e crescente. Empresas já estavam visando maior independência econômica e tentando lidar com certa instabilidade política.  

As incertezas sobre o futuro das empresas já foram motivo para que alguns líderes perdessem o sono, preocupando-se com estratégias que pudessem garantir sucesso às suas equipes e, ainda assim, contribuir para o novo modelo de gestão e expansão sustentável exigido pelos consumidores.

É fato que já se tornou comum nos questionarmos sobre as perspectivas do futuro. A maioria dos líderes e empresas gastam bastante tempo preocupando-se em entender o que encantará seus clientes a curto e longo prazo, quais fatores externos podem influenciar suas vendas ou quais tecnologias ou tendências podem trazer benefícios ou problemas para o seu atual modelo de negócios. 

Por isso, a necessidade das empresas e líderes se reinventarem e se adaptarem ao “novo agora” surge, quase sempre, energicamente e com certa frequência. 

O novo agora e as perspectivas para o futuro das empresas

O “novo agora” não é apenas reflexo de um cenário pós-pandêmico ou caótico economicamente, mas, de um cenário adaptável, de transformações quase rotineiras que podem trazer ótimos benefícios a todos e que vêm acontecendo com muito mais frequência. 

Isso, de certa forma, ocorre também pela facilidade do acesso à informação dos consumidores e pelos novos estilos de consumo, qualidade de vida, adaptação a novas ferramentas e tecnologias, mudanças nas formas de trabalho e até mesmo no comportamento social e coletivo.

Podemos citar como perspectiva para o futuro situações que englobam desde o micro quanto o macroambiente das empresas. 

O novo método de trabalho a distância – o home office – pode ser um exemplo disso. Parece algo pequeno, mas pode impactar muito a forma como as empresas distribuem sua atenção e seus gastos com itens essenciais, como alocação de um espaço físico de trabalho ou adaptação de processos de recursos humanos para os seus colaboradores.

O novo agora pode permitir que o futuro das empresas seja influenciado por adaptações que antes eram vistas com olhares receosos, mas que, em um momento necessário, fez com que muitos líderes tivessem a oportunidade de gerenciar suas equipes de forma diferente. Isso tornou possível novos níveis de confiança e novos modelos de entrega de trabalho. 

É claro que a produtividade das empresas não pode e nem deve cair, e que nem todos os tipos de mercado conseguem se adaptar a determinados tipos de modelos de trabalho. Mas tornar-se uma empresa mais flexível vai trazer importantes benefícios para o futuro.

Confira aqui 16 práticas de gestão que o seu negócio deve considerar no momento atual.

Outro exemplo que podemos citar sobre o “novo agora” está ligado a uma perspectiva mais ambiental.

Existe uma demanda pública crescente por uma transição para uma era do zero carbono. Isso ocorre porque, além de ameaças climáticas para o nosso planeta, as empresas estão entendendo quais riscos materiais estarão sujeitas caso não tomem decisões sustentáveis.

Empresas que se preocupam com a sustentabilidade costumam obter benefícios significativos como maior inovação, competitividade, crescimento e gerenciamento de riscos. 

Participar de iniciativas inovadoras, sendo elas no micro ou macroambiente, pode garantir que sua empresa sobreviva às mudanças rápidas do mercado.

Como podemos formular estratégias diante da incerteza?

Essa é a pergunta fundamental que os líderes devem fazer enquanto se preparam para o futuro e respondê-la nunca foi tão urgente.

Com os acontecimentos atuais, muitas empresas não tiveram escolha a não ser se concentrar em sobreviver às ameaças imediatas, mesmo que muitas discussões políticas e de negócios ainda precisassem de uma visão de futuro. 

Essas empresas tiveram que administrar seu caminho durante a crise enquanto pensavam em maneiras de se adaptar aos novos cenários sem deixar de se preocupar com resultados futuros.

Parece muita coisa a ser feita de uma só vez, não é?

Pois saiba que as empresas que estavam acostumadas aos seus processos enraizados e não tinham como prioridade se adaptar às mudanças necessárias para um novo mundo, podem e ainda devem estar tendo muita dificuldade ao remar contra a maré.

O atual cenário nos mostrou que é preciso ter certa previsibilidade estratégica e que ela precisa se adaptar a novas perspectivas rapidamente. 

Hoje, a maior parte das empresas conta a previsibilidade de um cenário generalizado. Isso quer dizer que a maioria das organizações realizam apenas um planejamento anual, que muitas vezes é colocado na prateleira e esquecido com o passar do quarter. 

É quase impossível que empresas consigam lidar com estratégias eficazes diante de incertezas econômicas, mas é possível que consigam realizar processos de pesquisa e exploração constantes do mercado e, até mesmo, tenham planos de negócios mais dinâmicos ou flexíveis a mudanças circunstanciais, o que, de certa forma, garante que suas ações no presente também possam trazer vantagens competitivas.

Uma das formas de lidar com isso é utilizar uma ferramenta muito conhecida na teoria, mas pouco utilizada na prática: o planejamento de cenários. 

O planejamento de cenários envolve várias etapas estratégicas: 

  • Identificar as forças que irão definir as futuras condições do mercado e trabalho;
  • Explorar como sua empresa pode interagir com possíveis cenários futuros;
  • Revisar modelos mentais do presente como base para modelos futuros;
  • Entender e organizar quais os melhores modelos e estratégias podem preparar sua organização para o futuro.

É certo que a incerteza pode decorrer da nossa incapacidade de comparar o presente com situações que já experimentamos anteriormente. Quando as situações carecem de analogias  com o passado, temos problemas em imaginar como elas se adaptarão ao futuro e aí entendemos a necessidade de uma previsão estratégica.

O cenário atual nos mostrou que as necessidades e suposições podem mudar de forma rápida e imprevisível e que preparar-se para o futuro exige reavaliações constantes. E, mais do que estar pronto, é essencial ter capacidade de detectar, moldar e adaptar-se com agilidade.

Sabendo disso, responda com sinceridade: a sua empresa está pronta para o novo agora?

Nós queremos oferecer muito mais do que conteúdos de qualidade para você e sua equipe. Se quiser saber como podemos ajudar a organizar o seu negócio, é só falar com um dos nossos especialistas. Basta clicar aqui!

Até a próxima!

Deixe um comentário

Informe seu comentário
Please enter your name here